menu

Dá cá mais cinco!

Nos últimos anos, a prática da 5S tem sido comumente usada entre muitas organizações com o objetivo de aumentar a capacidade e a produtividade humana.

Desde que foi introduzido por Takashi Osada no início dos anos 1980s, acredita-se que a aplicação da metodologia 5S poderá aumentar consideravelmente o desempenho dos processos de trabalho incluindo melhorias ao nível da limpeza, qualidade, saúde, segurança e muitas mais. Os 5S são uma sigla associada a cinco palavras japonesas: Seiri (triagem), Seiton (ordenar), Seiso (limpar), Seiketsu (padronizar) e Shitsuke (manter).

Os 5S tendem a ser vistos como uma metodologia muito simples e, portanto, as pessoas não lhes dão a necessária atenção e empenho. Os resultados ficam, muitas vezes, muito longe do esperado e, em muitos casos, 5S não é mais que a remoção dos resíduos (lixo, materiais e ferramentas desnecessárias) de um lugar para outro ou ocultá-la dos olhos de outros.

5S é uma metodologia complexa, principalmente porque consideramos que é muito simples e não exigindo nenhuma abordagem formal. Como Albert Einstein disse uma vez: "vamos tornar as coisas simples, mas não tão simples". Se não existe método e planeamento na implementação dos 5S, as pessoas tendem a concentrar-se nos resultados imediatos (removendo apenas resíduos / lixo e a fazer a limpeza do local de trabalho). 5S é uma profunda mudança cultural em termos de gestão do local de trabalho, é a base de um local de trabalho com qualidade e segurança, onde cada objeto tem um local e cada local tem um propósito bem definido.

O ciclo PDCA deve ser o auxiliar na implementação de qualquer ferramenta lean e a metodologia 5S não é uma excepção. O envolvimento das pessoas e a criação do sentimento de propriedade também são ingredientes-chave numa implementação bem sucedida.

E mais tarde, após a implementação, é importante manter e melhorar os padrões. Isto significa fazer o "genchi genbutsu" para ajudar as pessoas no chão de fábrica a melhorar as suas práticas de 5S. A isto, adicione um pouco de persistência e considere ferramentas simples (como os quadros Kamishibai e as auditorias/checklists 5S) e verá os resultados a aparecer.

O Sr. Takashi Osada estava certo: "se não conseguir aplicar os 5S então não será capaz de fazer o resto do trabalho". É tão simples como isto.
 
Let's think lean and be agile.
 

João Paulo Pinto (https://www.linkedin.com/today/author/0_36zCMGZ-kbCITtJtIm8hVJ?trk=prof-sm???????)
09 Mar, 2016
2016 © CLT Services   |   Resolução de conflitos de consumo   |   Developed by Inovlancer 2016 © CLT Services
Resolução de conflitos de consumo
Developed by Inovlancer
DGERT
close
Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo:

CICAP – Tribunal Arbitral de Consumo
Rua Damião de Góis, 31, Loja 6, 4050-225, Porto
+351 22 550 83 49 / +351 22 502 97 91
cicap@cicap.pt
Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt