menu

SCRUM - Agilidade e flexibilidade na gestão de projectos

O que é o SCRUM?

SCRUM é uma estrutura flexível e ágil para a gestão de projectos. Inicialmente aplicada na gestão de projectos de desenvolvimento de software, onde actualmente é muito popular, esta metodologia pode ser aplicada em qualquer tipo de projectos. Especificamente, identificamos as seguintes áreas como grandes beneficiadoras desta estrutura: projectos de construção civil, projectos de engenharia, concepção e desenvolvimento de novos produtos ou serviços.

A estrutura SCRUM é baseada em equipas multi-funcionais, auto-organizadas e autónomas que dividem o conteúdo do projecto em ciclos de trabalho curtos e concentrados chamados de sprints.

A procedimento SCRUM é muito simples e pode ser descrito do seguinte modo:
  • O dono do produto (ie, product owner) cria uma lista de pedidos/desejos priorizada (aka, product backlog);
  • No planeamento do próximo sprint, a equipa SCRUM retira uma pequena quantidade de pedidos da lista de desejos e decide como realizar ou implementar esses pedidos;
  • A equipa SCRUM tem, por norma, uma a seis semanas para completar os pedidos seleccionados e reúne-se todos os dias (standup meeting) para avaliar o progresso (ie, daily SCRUM);
  • No decorrer do projecto, o SCRUM Master é responsável por manter a equipa focada nos seus objectivos e por facilitar a resolução de problemas e a remoção de constrangimentos;
  • No final do sprint, o trabalho realizado estará, potencialmente, em condições para ser entregue ao cliente, para ser armazenado (incremento do produto) ou apresentado a uma das partes interessadas (stakeholder) do projecto para validação;
  • O sprint termina com uma reunião de revisão e uma de retrospectiva para identificar oportunidades de melhoria;
  • O próximo sprint começa com a selecção de novos pedidos no product backlog e todo o ciclo sprint se reinicia…
 
Ao “fatiar” o projecto em sprints, a estrutura SCRUM está a pôr em acção:
  • Produção de outputs (deliverables) ao longo do projecto, permitindo que o cliente (ou outros stakeholders) os valide e tire partido deles;
  • As reuniões diárias servem para identificar problemas e obstáculos;
  • As reuniões no final de cada sprint fomentam a reflexão e a melhoria contínua ao longo do projecto;
  • A voz do cliente (VOC) é tida em atenção ao longo de todo o projecto;
  • A divisão do projecto em pequenos blocos (sprints) garante a necessária agilidade e flexibilidade à estrutura SCRUM, dado que, deste modo, todo o projecto se poderá adaptar às alterações do ambiente e/ou aos pedidos do cliente. De notar que, actualmente, muitos projectos são iniciados sem uma clara definição do âmbito e objectivo e sem conhecer os constrangimentos que terão de enfrentar porque tal não é possível, dada a instabilidade dos mercados. Perante este cenário, a agilidade e a flexibilidade não são uma opção mas sim um importante requisito.
 
A origem do termo SCRUM
O termo SCRUM foi usado pela primeira vez por Takeuchi e Nokada em Janeiro de 1986 no artigo “The new product development game” na revista Harvard Business Review. Nesse artigo, os dois autores comparam as equipas multifuncionais e de elevado desempenho à formação scrum usada nas equipas de Rugby. Na terminologia Rugby, SCRUM descreve a reunião dos jogadores para re-iniciar o jogo.

Em 1995, Ken Schwaber e Jeff Sutherland elaboraram o conceito SCRUM e a sua aplicabilidade no desenvolvimento de Software.
 
Curso SCRUM MASTER CERTIFIED (SMC™)
O curso Scrum Master Certified (SMC) visa preparar profissionais com conhecimento teórico e prático sobre SCRUM, capacitando-os para implementar e trabalhar em ambiente SCRUM. Esta iniciativa resulta da parceria entre a CLT Valuebased Services e a Learning Everywhere (empresa que, em Portugal, representa a entidade Certificadora: SCRUMstudy).

O curso SMC prepara os formandos que pretendam candidatar-se ao exame de certificação, que é facultativo. O objetivo do exame é certificar os candidatos como Scrum Master Certified, como profissionais com elevada compreensão sobre como aplicar SCRUM nos projectos e adaptar SCRUM em ambientes específicos.

Mais informações aqui.
 
Autores:
João Paulo Pinto
Christiane Tscharf
 
29 Jun, 2016
2016 © CLT Services   |   Resolução de conflitos de consumo   |   Developed by Inovlancer 2016 © CLT Services
Resolução de conflitos de consumo
Developed by Inovlancer
DGERT
close
Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo:

CICAP – Tribunal Arbitral de Consumo
Rua Damião de Góis, 31, Loja 6, 4050-225, Porto
+351 22 550 83 49 / +351 22 502 97 91
cicap@cicap.pt
Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt